Pesagem de filtros


A Particle Engenharia realiza a comparação de massas de material particulado (pré e pós-pesagem), de diferentes tipos e tamanhos de filtros de fibra de vidro, borossilicato puro, membrana de celulose, teflon ou outros materiais utilizados para ensaios isocinéticos de chaminés, equipamentos de monitoramento da qualidade do ar ambiental, incluindo PTS (partículas totais em suspensão), PM10  (material particulado menor do que 10 micrômetros) e PM2,5  (material particulado menor do que 2,5 micrômetros), e monitoramento do ar de interiores.

Para atender as necessidades do cliente, as pesagem podem ser realizadas em:

  • microbalança com resolução de 0,000001g;
  • semi-microbalança com resolução de 0,00001g;
  • balança de 0,0001g.

Também realizamos pesagens sob demanda de materiais com até 5 kg com resolução de 0,001g.

Todas as condições ambientais de laboratório, como temperatura e umidade relativa, são controladas em atendimento às normas e recomendações do INMETRO relacionadas a comparação de massas. Os equipamentos de medição utilizados em nosso laboratório (balanças, termômetros, higrômetros, etc.) são calibrados periodicamente em laboratórios acreditados na ISO/IEC 17025 para garantir a rastreabilidade e qualidade dos resultados.

Monitoramento da qualidade do ar


O monitoramento da qualidade do ar é vital para garantir que as atividades antropogênicas não sejam nocivas ao meio ambiente. Neste contexto, indústrias, estradas, túneis, aeroportos, ferrovias, portos e outros podem estar sujeitos ao monitoramento para garantir níveis aceitáveis à luz da legislação vigente.

Adequadamente projetados e operados, sistemas de monitoramento da qualidade do ar fornecem dados que apoiarão estratégias destinadas a reduzir a poluição e permitir avaliar a eficácia dos programas de gestão de qualidade do ar local.

Os nossos serviços nesta área incluem:

  • implementação de soluções sob medida levando em conta as necessidades específicas do emprendimento e do(s) poluente(s) que necessita(m) ser monitorado(s);
  • monitoramento das condições meteorológicas relevantes, incluindo o registro de temperatura do ar, umidade relativa, precipitação, velocidade e direção do vento;
  • métodos e equipamentos que empregamos em conformidade com diretrizes e normas regulamentares;
  • processamento e geração de relatórios da qualidade do ar e dados meteorológicos, e comparação com a legislação vigente quando necessário;
  • manutenção e ensaio dos equipamentos durante a vigência do programa de monitoramento;
  • análise de dados e emissão de relatórios técnicos semanal, mensal, anual, ou de acordo com as demandas do empreendedor.

Modelagem da qualidade do ar


A modelagem da qualidade do ar é uma ferramenta essencial para inúmeros estudos de poluição do ar, dentre elas, se destacam:

  • o controle de emissões estabelecidas pela legislação, ou seja, determinar o máximo de emissões para que não sejam violados os padrões de qualidade do ar;
  • determinar a localização e dimensões de fontes de emissões para que se tenha o mínimo de impacto ao meio ambiente;
  • planejamento do controle de episódios de poluição do ar;
  • avaliação da responsabilidade para os níveis de poluição do ar atuais;
  • avaliação da contribuição de cada fonte poluidora na qualidade do ar de uma determinada região;
  • determinar a localização das estações de monitoramento da qualidade do ar.

Neste contexto, a Particle Engenharia desenvolve ferramentas matemáticas que possibilitam o perfeito entendimento da modelagem, desde a descrição do empreendimento, inventário de fontes, condições meteorológicas, modelagem e interpretação dos resultados obtidos à luz da legislação brasileira.

Modelos matemáticos utilizados:

  1. AERMOD;
  2. CALPUFF;
  3. WRF.

Adicionalmente, a Particle Engenharia desenvolve modelos e códigos computacionais sob demandas para atendimento a clientes.

Qualidade do ar interior (Anvisa RE 09/2003)


A análise da qualidade do ar interior é a avaliação feita em ambientes climatizados artificialmente, seja com o uso do ar condicionado, seja com outros sistemas de ventilação. Essa análise visa identificar concentrações de aerodispersóides, biodispersóides, gêneros fúngicos e dióxido de carbono, além de medir temperatura, umidade e velocidade do ar. Com os resultados, é possível reduzir os riscos de transmissão de doenças respiratórias, de pele, dos olhos, entre outras, visando a saúde e bem estar do ambiente de trabalho.

O monitoramento da qualidade do ar interior corresponde à periodicidade exigida para ambientes abertos ao público, ou em casos em que se apresentem quaisquer sinais de contaminação. As diretrizes estão estabelecidas na Resolução Anvisa RE 09/2003. Normalmente, a exposição prolongada ao ambiente contaminado acontece no trabalho, mas também pode ocorrer casos em locais onde as pessoas apenas circulem, como é o caso de estabelecimentos comerciais e repartições públicas.

Neste contexto, a Particle Engenharia oferece os serviços relacionados a análise do ar em ambientes climatizados, conforme Resolução 09 de 16 de janeiro de 2003 da ANVISA, atendento as metodologias:

  • NORMA TÉCNICA 001 - Método de amostragem e análise de bioaerosol em ambientes interiores;
  • NORMA TÉCNICA 002 - Método de amostragem e análise da concentração de dióxido de carbono em ambientes interiores;
  • NORMA TÉCNICA 003 - Método de amostragem. determinação da temperatura, umidade e velocidade do ar em ambientes interiores;
  • NORMA TÉCNICA 004 - Método de amostragem e análise de concentração de aerodispersóides em ambientes interiores.

Monitoramento de ruídos


O objetivo da medição do ruído é realizar o controle de uma fonte de ruído, no sentido de atender a legislação e/ou também para previsão dos diversos níveis de ruído de um empreendimento a ser instalado num determinado local. E em uma medição de ruído, uma das coisas mais importantes é a sua qualidade, ou seja, como o ruído está sendo medido, qual a aparelhagem utilizada, a calibração dos equipamentos, o horário das medições, a quantidade de pontos de medição, a avaliação do local onde serão determinados os pontos de medição etc. Da qualidade desta medição é que vai refletir o estudo de impacto ambiental em relação ao ruído. Nesse sentido, a Particle Engenharia trabalha com equipamentos de medição ambiental de ruídos do Tipo 1, com elevado grau de precisão e devidamente calibrados em laboratórios acreditados na ISO/IEC 17025, para fornecer aos seus clientes resultados da mais alta qualidade. Em relação às medições de ruído, as normas NBR 10.151 e NBR 10.152 são as mais importantes a serem seguidas para garantir excelência nos resultados das medições acústicas de diferentes empreendimentos.

Modelagem de ruídos


A Particle Engenharia trabalha com modelos de ruídos de última geração, cujo o objetivo é quantificar a contribuição de cada fonte emissora em uma determinada região. As modelagens realizadas permitem otimizar as medidas de controle e visualizar os efeitos da propagação de ruído ao longo de plantas industriais, parques temáticos, estradas e linhas ferroviárias, além de aplicações em estudos ambientais.

As modelagens realizadas pela Particle Engenharia permitem previsões de ruído dentro de um determinado nível de precisão. No entanto, deve notar-se que, embora a física da propagação do som ser sempre a mesma, os parâmetros de origem e a propagação podem mudar drasticamente. Por essa razão, nossas modelagens permitem modificar os parâmetros para combinar com o ambiente acústico que está sendo analisado, além do controle da geometria de entrada e dos dados de origem.

Nossas modelagens possuem ferramentas gráficas para a visualização e apresentação dos dados de entrada e saída, beneficiando as medidas de mitigação dos estudos realizados.

Inventário de gases de efeito estufa (GEE)


A Particle Engenharia utiliza várias técnicas para a realização do inventário de fontes de emissões para cada atividade industrial, sejam elas emissões dos tipos pontual, área e volume, fixas ou móveis, e de origens antropogênica, natural ou biogênica.
O inventário de emissões atmosféricas é baseado nas estimativas de emissões das fontes potencialmente poluidoras. Tais estimativas podem ser feitas por:

1) monitoramento automático;
2) monitoramento manual;
3) balanço de massa;
4) fatores de emissões;
5) estimativas de engenharia.

As estimativas de poluentes atmosféricos são de fundamental importância para a modelagem da qualidade do ar e conformidade em relação a legislação vigente, além de ser uma parte essencial nas operações de muitas instalações industriais.
Na elaboração do inventário de fontes, conseguimos estimar as emissões de uma variedade de fontes, incluindo caldeiras, torres de resfriamento, veículos, aviões, estradas, estoques, lagoas de tratamento e processos industriais.

Nossos serviços de inventário de fontes incluem:

1) fatores de emissões específicos para indústrias;
2) modelagem do transporte de poluentes (de viação, de aviação, de transporte marítimo, de transporte ferroviário, etc.);
3) mosaicos de contribuições das emissões em relação as outras fontes circunvizinhas ao empreendimento inventariado;
4) elaboração de relatórios de inventários de emissões para as diferentes atividades industriais;
5) estratégias de aquisição de dados para auxiliar a estimativa das emissões;
6) inventários de gases de efeito estufa (GEE).

Geração de dados meteorológicos (WRF)


Geramos dados meteorológicos para qualquer local do Brasil desde 2010 até a presente data utilizando o modelo Weather Research and Forecasting (WRF). Os dados podem ser produzidos para antenderem parâmetros específicos, como a Resolução CONAMA 482/2017 ou de órgãos ambientais (IBAMA, CETESB, INEA, IEMA, dentre outros).

Também podem ser gerados para modelagens da qualidade do ar para os modelos AERMOD ou CALPUFF, como também para estudos ambientais, parque eólico, parque solar etc. No caso dos modelos AERMOD e CALPUFF, os dados meteorológicos são concebidos utilizando as metodologia da United States Environmental Protection Agency (US EPA).

Muitas estações de qualidade do ar e de meteorologia apresentam dados inválidos ou perdidos ao longo de suas medições. Trata-se, portanto, de séries temporais incompletas. Para completar uma série temporal, utilizamos ferramentas matemáticas de tratamento de dados, onde analisamos, padronizamos e corrigimos dados os meteorológicos utilizando o modelo meteorológico de mesoescala WRF para o exato local da estação existente. Os dados completados utilizados são validados por meio de critérios técnicos de comparação entre os dados gerados pelo modelo WRF com os dados já existentes anteriormente no local de interesse.

Esses dados podem ser solicitados sob demanda específica por meio de nossos formulários. 

Av. Leitão da Silva, n.° 180, sala 903
Praia do Suá, Vitória - ES
CEP 29052-110

WHATSAPP

TELEGRAM
Particle Engenharia

Como Chegar

Certificações

Certificado ABNT
Certificado PRODFOR
Laboratório de Calibração acreditado pela Cgcre de acordo com a ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017, sob o número CAL 707, na área de volume (microvolume, dispensador e titulador)

© 2021 Particle Engenharia